O paradoxo de Jesus!


O conteúdo deste artigo também está disponível em vídeo.

João 4:13, 14; João 7:37,38; Romanos 8:10; João 6:35,58

Os ensinamentos de Jesus podem assustá-lo quando parecem contraditórios. Como você pode morrer para viver, trabalhar para descansar ou dar para receber? Os paradoxos que Jesus apresenta o colocam frente a frente com o fato de que você não pode saber todas as respostas sobre a vida – mas você pode conhecer aquele que a projetou.

Ponderar sobre os paradoxos pode levar você a confiar mais em Jesus e experimentar a paz que somente Ele pode dar.

Confira abaixo alguns dos paradoxos de Jesus:

  • Ele teve sede… Mas é a Água Viva!
  • Ele não tinha títulos… Mas o chamaram de mestre!
  • Ele ficou cansado… Mas é o nosso descanso!
  • Ele não morou em palácios… Mas é o rei!
  • Ele chorou… Mas enxuga nossas lágrimas!
  • Ele foi vendido por trinta moedas de prata… Mas pagou pelos pecados do mundo!
  • Ele foi trazido como um cordeiro… Mas é o Leão da tribo de Judá!
  • Ele nunca pecou… Mas foi julgado!
  • Ele foi traído… Mas perdoou!
  • Ele morreu… Mas está vivo!
  • Ele não foi treinado… Mas se tornou o maior treinador de todos os tempos!

Um versículo paradoxal para sua vida:

Existem vários versículos paradoxais no evangelho (vide Marcos 10:45, Filipenses 2:6-8, Deuteronômio 1:30-31). Mas quero refletir com você sobre um deles e que, na minha opinião, deve sempre ser lembrado, especialmente em momentos difíceis:

Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte.
2 Coríntios 12:10

Perceba que as adversidades são oportunidades em nossa vida. A fraqueza não significa que Deus não está conosco. Na verdade, você pode interpretar exatamente o contrário disso.

Veja bem, ao ler o versículo de 2 Coríntios 12:10, você pode pensar: como posso ser forte sendo fraco? Esse é um paradoxo que pode parecer sem sentido se lido de forma desatenta, porém nos traz um ensinamento muito importante.

Em 2 Co 12:7, Paulo diz que foi dado a ele, um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para atormentá-lo. Ou seja, Satanás tentou utilizar o sofrimento para derrotá-lo. Paulo, pediu a Deus que tirasse o espinho (2 Co 12:8), para que acabasse com aquele sofrimento.

Mas Deus disse a ele: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Então, Paulo concluiu: “Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim”.

Perceba que Deus permitiu aquele espinho na vida de Paulo e nos deixou uma grande lição. Muitas vezes Deus permite em nossa vida passarmos por algumas tribulações e sofrimentos, para que Ele reverta isso para o nosso bem, para nos forjar.

Vale frisar que, no passado, Paulo acreditava ser auto suficiente, porém ele não continuou assim (Filipenses 3:4-11). Porque através dos problemas que passou, ele aprendeu a depender da graça do Senhor. Por isso, ele nos deixou esse versículo (2 Co 12:10), pois todas as vezes que acreditamos e confiamos apenas em nossa capacidade, deixamos de lado o mais importante: a graça de Deus.

Quando passamos por momentos em que nos sentimos fracos, incapazes de resolver algo sozinhos, temos a tendência de nos aproximar de Deus e nos entregar à Ele, porque a graça nos basta. Não importa o quão inteligente somos ou nossos recursos financeiros… Apenas a sua graça nos basta!

Entenda que todo o paradoxo que Deus nos deixou em seus ensinamentos é para trazer transformação e mudança em nosso ser! Aproxime-se cada vez mais de Deus, tenha um relacionamento de intimidade com o Coach da Vida. E não se esqueça do que Ele disse: “Minha graça é suficiente para você”.

Rhebeca Patiani dos Santos Luiz.

 Saiba mais sobre o livro digital “Jesus Meu Coach” ,
baseado nas lições de Jesus Cristo sobre treinamento e liderança.

Veja também a versão resumida em vídeo:





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *