“Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.” (Romanos 8:28)
Recentemente li em texto muito interessante que contava a história de uma universitária que escreveu uma carta a seus pais. A interessante carta demonstrava claramente como a perspectiva influencia nossas reações. A carta dizia:

Queridos mamãe e papai:

Sinto muito por ter ficado tanto tempo sem escrever. Infelizmente, todos os meus papéis de carta foram destruídos na noite em que o nosso dormitório foi incendiado pelos grevistas. Agora já recebi alta do hospital, e os médicos disseram que minha visão vai voltar – mais cedo ou mais tarde. Bill, o maravilhoso rapaz que me salvou do incêndio, ofereceu-se gentilmente a partilhar comigo o seu pequeno apartamento até que o dormitório seja reconstruído. Ele é de uma boa família, por isso vocês não devem se surpreender quando lhes disser que vamos nos casar. Na realidade, uma vez que vocês sempre quiseram um neto, vocês vão gostar de saber que serão avós no próximo mês.

– PS.: Por favor, ignorem a minha redação acima, que fiz para a escola. Não houve incêndio, e eu não estive no hospital e não estou grávida e nem mesmo tenho um namorado firme. Mas tirei um D em francês e um E em química, e simplesmente queria ter certeza de que vocês receberiam estas notícias na devida perspectiva”.

Acredite, a perspectiva faz toda a diferença do mundo e ver por outro prisma é muito mais que uma frase animadora ou algo que fica bonito em um texto sobre ser feliz.

Muitos de nós fomos desde o nascimento, acostumados a ver o mundo sob um ponto de vista negativo, mas a vida depende em grande parte do modo como a discernimos. Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades, e esse ponto de vista sempre determinará como reagiremos diante dos eventos que nos cercam. Podemos fracassar antecipadamente pela falta de perspectiva de que podemos ser vitoriosos, ou mesmo perdermos as oportunidades de desfrutarmos do que há de bom em nossas vidas, focando no pior ou nos aspectos negativos daquilo que acontece a nossa volta. Esse hábito de ser negativo reflete diretamente na qualidade das nossas relações e na nossa existência. Mesmo quando alguma coisa de ruim acontece, é preciso resiliência para superar e seguir adiante, e ser resiliente é uma opção, uma atitude que pode ser adquirida e treinada.
Mudar a forma de perceber e interpretar as situações é na verdade é um modo prático de reduzir as fontes de angústia e de estresse na vida. Ver sob uma nova luz é mudar de ideia ou alterar o que você sente, é transformar o que seria uma grande dor, em uma oportunidade de agradecer, afinal poderia ser pior.

Continua no próximo post…

Em Cristo!

0 ComentárioFechar comentários

Deixe um comentário